Ana Carolina Soares é Belo Horizontina formada em 2010 pelo Centro Universitário UNA em Comunicação Social com habilitação em Cinema e Vídeo.

É a realizadora da produtora A Itinerante Filmes, que desde seu início em 2015 foi contemplada através do Fundo Municipal de Cultura para a realização de três filmes: “Estado Itinerante” (ficção, 2016, 25`), “Logo Após” (ficção, 2018, 29`) e em fase de pesquisa para produção o documentário “Ausente”, co-produção com a Voô Livre Produções. Também roteirizou e co-dirigou “Lacarmélio” (documentário, 2010, 16`), todos exibidos em Mostras e Festivais nacionais e internacionais, sendo o primeiro citado multipremiado com 40 exibições no Brasil, França, Portugal e Espanha e eleito melhor curta-metragem de 2016 pela ABRACCINE e BRAVO.

Roteiro e Montagem são as principais áreas de atuação e interesse de colaboração:

  • Roteiro (2019) da série documental “Água de Plantar” (em produção); produção Trem Chic Produções, com Direção de André Hallack e Mariana Fagundes. Projeto aprovado no Prodav/02 de 2016, programação Canal Futura.

  • Roteiro de Montagem (2019) do tele-filme documentário “Gerais da Pedra” (em processo); produção A Itinerante Filmes, com Direção de Gabriel de Oliveira. Projeto aprovado no Prodav/02 de 2017, programação Rede Minas.

  • Assistência de Montagem (2019) do longa-metragem “Corpo Presente” (em finalização); produção Trem Chic Produções com Direção de Leonardo Barcelos e Montagem de Fabian Remy.

  • Roteiro de Montagem (2018) do longa-metragem documentário “Castelo de Terra” (em finalização), co-produção Amarillo Produções com Direção de Oriane Descout.

Entre 2010 e 2016 trabalhou como Assistente de Direção, sendo a série “Mostra a Tua Cara” produção Aldeia Produções com Direção de Silvia Godinho o último projeto em que colaborou nesta função. No mesmo período, dirigiu o episódio Pensando com Maria Aragão” (2015, 52`) da série documental “Realidade Brasileira” parceria da Escola Florestan Fernandes e Expressão Popular e produção da Aicó Culturas; e montou em parceria com Fabian Remy a websérie Gente Awá” produção Noctua Conteúdos e Idéias e Direção de Mariana Fagundes.

Em outras funções técnicas e de criação colaborativa, foi uma das fundadoras do extinto Coletivo Audiovisual A Margem, que em 2010 realizou os vídeos Por Menores, Personas e Multidões para a exposição “Silêncios e Ruidos da Cidade” no Centro de Cultura de Belo Horizonte.